Demo Site

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Será que volto?

E não é que de onde menos se espera que se obtém os melhores resultados!

 

Estou pensando em retornar ao blog. Juro que prometo que quando eu encontrar tempo eu volto… Mas aí muitos vão dizer, mas todos possuem 24 horas no dia, e conseguem fazer tudo. Eu também tenho as mesmas 24 horas, mas 90% já está ocupado. E quando eu falo ocupado, não inclui dormir ou descansar. Trabalhar de 08:00 às 03:00 está sugando todas minhas energias.

 

Mas hoje eu estou bem. Consegui três dias de folga, curti papai e mamãe, namorada, amigos, piscina e ociosidade também, por que não?

 

Sobre minha vida profissional, dei um passo grande, mas ainda não consegui me firmar, e tenho receio de cair, então estou procurando meios de me segurar ou então procurar o próximo ponto firme.

 

Está tudo muito subjetivo? Então você é novo por aqui, pois isso nunca foi nada objetivo.

 

Mas uma coisa é boa, se estou postando isso, é por que estou vivo e bem. hehehe.

 

Ps: Despois de pronta a postagem fui ler a anterior e novamente o tema “tempo” ficou em evidência. Paciência.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Quem é vivo sempre aparece...

A vida está uma bagunça. Não é uma bagunça ruim. Mas as coisas não estão se encaixando no seu lugar...

 

Muito trabalho, pouco tempo. Queria ter algumas horas a mais no meu dia, mas para não fazer nada e dormir (Zzzzzzzz). No serviço as coisas estão correndo bem, e por incrível que pareça, também me sinto bem. Adquiri confiança nesses quase nove meses, tanto em relação ao meu trabalho, como em relação aos amigos e aos chefes. Inclusive, tive uma surpresa e tanto da Paulinha Regina, não é? Andou fuçando a internet, encontrou esse Diário Nada Diário, leu e... ainda teve a coragem de dizer que gostou. rsrsrs. São estórias, minha vida vista de fora. Escrevo como se não fosse minha, como se escrevesse um livro, uma ficção. Mas nem tudo segue no campo da realidade, pois trabalhamos com nossos sentimentos, desejos e vontades, que muitas vezes nem sequer se concretizam, então simplesmente fantasiamos.

 

Ainda continuo com o mesmo problema de querer ajudar a todos. Mas o que é mais interessante é que eu não procuro ser psicólogo de ninguém, nem posso, sou formado em Rel., lembrem-se. Mas talvez pelo fato de me importar tanto com os outros, acabo sendo solicitado para conversar e expor minha opinião. E segundo disse outra amiga da loja, a Izabela, “ você gosta de todo mundo, e está sempre de bom humor...” Como já disse minha vida não é um mar de rosas, muito pelo contrário, mas não é reclamando de tudo que vai ficar bem, então vou viver, acertar, errar e aprender com os erros. A questão é que enquanto puder, podem contar comigo.

 

Hoje estou de folga, e aproveito para ficar com a família, estava precisando dos dois, da folga e da família, amanhã cedo já estou na loja de novo, e cedo. Mais introdução, mais treinamento, mais oportunidade de mostrar meu trabalho e e crescer, e isso tenho feito bastante.

 

Agora vou parar de escrever, em breve retornarei, pois essas páginas me fazem bem, de alguma forma fazem...

Receba nossas atualizações por Email

Total de visualizações de página