Demo Site

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Família, família...

Hoje falarei sobre duas pessoas que provavelmente não vão nem ver isso. Mas isso não tem problema. O que importa que que são as duas pessoas mais importantes na minha vida. Ah! como esses adolescentes são imaturos, sei disso pois já passei por essa fase. Como é que nos damos ao desfrute de colocarmos alguém acima dos nossos pais? Não, mas quando somos jovens queremos ter liberdade, queremos ser donos do nosso próprio nariz, e com isso nos esquecemos dessas pessoas que fizeram simplesmente a coisa mais importante para estarmos aqui hoje, nos colocaram no mundo. Essa liberdade que buscamos, muitas vezes acaba nos deixando presos à sentimentos, amizades e quando não, a coisas muito piores. E mesmo quando nos afastamos desse “porto seguro” e caímos, basta um simples olhar, que esses anjos de Deus na terra correm em nosso auxílio.

 

Mas, ainda bem que essa fase passa. Hoje muito mais consciente que sou, agradeço aos meus pais por todo o apoio que tive em meus diversos momentos difíceis. Sei que eles não são perfeitos, por essa razão que em alguns momentos acabei por não aceitar algumas opiniões, logo, também não sou perfeito. Por essa razão é que somos uma família, nos amamos, e brigamos pois nos queremos bem.

 

No ano passado, no auge da minha fase ruim, pensei em morar só. Como sempre queria liberdade. Mas descobri que liberdade não é estar só. Liberdade é algo interior, que não tem nada com morar só ou com a família.

 

Hoje estou ótimo comigo mesmo, e com isso com minha família. E morar só? isso não passa pela minha cabeça mais. Não abro mão de continuar morando com essas duas pessoas que me amam e que mesmo com suas limitações, fazem de tudo para me ver feliz. Então, o que quero é poder retribuir.

 

O dia dos pais foi fantástico, mesmo não tendo todo o tempo que pretendia, levei meu “velho” para almoçar no Outback. Era visível a alegria estampada em seu rosto, não só ele, mas minha mãe também adorou, logo, adorei o almoço. Quero fazer mais isso. Quero estar mais com eles, estar mais presente. Hoje estou de folga e iremos sair de novo, o convite foi feito e aceito.

 

A vida é tão curta para nos apegarmos aos problemas, e nos esquecermos de aproveitar as coisas boas. Hoje eu quero viver as coisas boas da minha vida, e isso inclui minha família.

 

Pai, mãe, eu amo vocês......

 

DiarioNadaDiário 002 DiarioNadaDiário 001 DiarioNadaDiário 003

2 comentários:

Lídia Karla disse...

Eu tenho que concordar com tudo isso!
Afinal, sou a filha caçula desses dois, neh?
Se comigo eles sempre estão a postos, pense com os filhos!!!
Ótimos pais, que por serem assim, criaram filhos maravilhosos, que são homens de atitude e que sabem o que querem da vida!
Fico cada vez mais feliz vendo que você continua de cabeça erguida, colhendo as maravilhosas bençãos que sempre vem depois das lutas.
É sempre assim, depois da tempestade vem a bonança.
Te amo muito!
E estou aqui, sempre te aplaudindo de pé!!!
Bjão!

leilaalmada disse...

Lindo Rafinha!
E eu tive o prazer em conhecer seus pais..tão adoraveis..Que esse amor de vcs seja cada dia mais fortificado, pois nada é em vão..Deus sabe muito bem a família que nos dá..e a sua, assim como a minha..é LINDA!

P.S. Lindo é VC pessoa!

BjO

Postar um comentário

Receba nossas atualizações por Email

Total de visualizações de página